A maioria dos gigantes do capitalismo mundial utiliza Big Data para agregar valor ao seu negócio. Entretanto, o senso comum ainda entende que análise de dados só pode ser implementada por multinacionais, com milhões de dólares de faturamento mensal e muito dinheiro disponível para direcionar a esse tipo de investimento. Ledo engano. É cada vez mais comum encontrar empresas de médio e até pequeno porte tirando proveito da análise eletrônica de dados, e ganhando vantagem competitiva em seu setor.

Em outras palavras, se a sua empresa ainda está alheia a esse fenômeno, é melhor repensar sua gestão estratégica, pois seus concorrentes podem ter tido esse insight antes de você! Descubra, agora, como o Big Data pode melhorar a experiência com seu público-alvo!

Big Data e seu oceano de possibilidades

O grau de diferencial competitivo que o Big Data pode trazer ao seu negócio está diretamente ligado ao setor de atuação da sua empresa. Por exemplo, uma rede de laboratórios de análises clínicas pode cruzar milhares de petabytes de dados ligados à população de uma determinada região de atendimento, verificando gênero, faixa etária, nível social e educacional, índice de desenvolvimento humano, níveis de infraestrutura e saneamento básico, etc.

O trabalho com esses dados certamente fará com que essa empresa tenha acesso, com muita antecedência (em relação aos seus concorrentes), à propensão de eclosão de uma epidemia na região avaliada. Isso é gestão estratégica inteligente por meio de análise computacional de cenários. Nada mal para um laboratório de análises clínicas, não é mesmo?

Big Data e o relacionamento com o cliente

O marketing é uma das áreas que mais se beneficiaram do trabalho de mineração de dados por meio de superprocessadores. Através da aquisição de dados de redes sociais, de pesquisas de mercado, de dados disponíveis em blogs, de informações macroeconômicas e até do próprio banco de dados da organização, é possível trazer essas “sementes” para plataformas específicas de trabalho em Big Data.

Uma dessas plataformas é o Hadoop, que é Open Source e trabalha sobre um servidor Apache (servidor por trás do endereço responsável por disponibilizar as páginas e todos os demais recursos que o consumidor vai acessar), gerando informações preciosas para a tomada de decisões na empresa, bem como para, acima de tudo, compreender verdadeiramente o seu cliente, quem ele é e do que ele necessita.

O trabalho de cruzamento e interpretação das centenas de milhares de dados não-estruturados (como os efetuados pela Nike, com seus apps de monitoramento de performance esportiva) oferece informações estratégicas de altíssimo valor sobre o que o cliente espera de seu produto. Essa estratégia mostra, ainda, o que o consumidor deseja de seus serviços e quais suas tendências de comportamento no médio prazo. São indicativos extremamente valiosos e que servem como uma “bússola” para empresas de todos os portes.

As vantagens do uso do Big Data

Com o trabalho eficaz de análise de dados, sua empresa pode:

  • Melhorar o nível de serviço oferecido;
  • Desenvolver novos produtos;
  • Ter acesso de forma antecipada a tendências futuras de mercado;
  • Oferecer produtos ou serviços em linha com as expectativas de seu consumidor;
  • Reduzir custos com procedimentos operacionais desnecessários.

Plataformas que suportam trabalho em Big Data

Não é somente o Hadoop que trabalha com grandes volumes de dados. A Amazon tem uma plataforma própria, comercializada em sua Amazon Web Services. O Windows também tem sua versão (O Windows Azure), assim como o Google (o Google Big Query). Todos esses nomes em inglês podem ser o ponto de partida para uma revolução em seus negócios! Continue se atualizando e veja o sucesso da sua empresa crescer cada vez mais!

 

 

Por Sandra Turchi*

 

*Sandra Turchi é Sócia-diretora da Digitalents (www.digitalents.com.br). Consultora e palestrante sobre Marketing Digital e E-commerce. Professora nos MBAs da FGV, FIA e ESPM, onde coordena cursos na área digital desde 2008. Foi eleita uma das profissionais de marketing mais atuantes nas mídias sociais no mundo, pela SMMagazine, dos EUA. Foi executiva de Marketing por mais de 20 anos, tendo atuado em diversos segmentos de mercado. Bacharel em Administração pela USP, pós-graduada pela FGV e MBA pela BSP e Toronto University, cursou também empreendedorismo na Babson de Boston. Autora do livro Estratégias de Marketing Digital e E-commerce, lançado pela editora Atlas e do blog www.sandraturchi.com.br,  além de ser articulista de diversos portais.